Páginas

Resenha livro "Fake -Felipe Barenco"

    


Essa semana sera a semana dos livros incríveis, por que, se Máscara foi divino, este não tenho nem palavras para descrever. Consegui terminar de ler em um pouco mais de um dia, não conseguia dormir ate estar quase terminando. Foi uma leitura que valeu muito a pena. Como o livro anterior, este também é literatura nacional.

Sinopse: Téo está prestes a completar vinte anos e foi aprovado para o curso de Direito. Não bastasse a euforia em começar a faculdade, ele conhece Davi, um garoto que acabou de chegar ao Rio de Janeiro para ser ator. Os dois se apaixonam, mas como o mundo real costuma ser um pouquinho menos perfeito do que as comédias românticas, quanto mais Téo se aproxima do rapaz, mais descobre que não sabe nada sobre ele.




Opinião: Imagine um livro com muitas emoções e todas elas muito bem trabalhadas. Imaginou? Se sim, saiba que este é o livro, me senti numa longa montanha russa, muitas sensações, parecia que eu era a melhor amiga do Téo, que eu estava lendo um diário dele, foi raiva, choro, carinho, amor, vontade de ir lá e abraça-lo, tudo junto, achei bem engraçado essa mistura de sentimentos. Felipe Barento sabe muito bem escrever um livro, e este não é apenas um livro, é um livro gay coisa que não existe normalmente em nossa literatura, ver um autor introduzindo isto em uma sociedade tão preconceituosa e precária no sentido social é maravilhoso, e o jeito como ele introduz isto, é melhor ainda. O livro trata de assuntos bem delicados e polêmicos, como por exemplo o HIV de forma única, espontânea, sem fazer aquele tipo que "força" sabem!? Mostra a realidade das coisas, da vida, e é isto que estamos precisando hoje em dia. 



A diagramação é perfeita, tem algumas páginas que parecem mensagens de celular. Simples e linda. Faz referências a alguns clássicos da internet como o MSN e Orkut. O livro não poderia receber nenhuma nota que não fosse:
5/5

Resenha do livro Máscara


Ola, hoje venho aqui publicar uma resenha de um dos melhores livros de terror que eu já li, e olha que sou muito fã do gênero. Confesso que comecei com um certo preconceito por ser autor nacional, mas acabei "quebrando a cara". O livro é o Máscara, do autor " Luiz Henrique Mazzaron". E já começo dizendo que é um dos melhores contemporâneos nacionais na minha opinião.

Sinopse: Liam é um garoto que viveu por muito tempo isolado devido aos constantes castigos do sádico tio, um carrasco ex-militar. Porém, inesperadamente, surge uma entidade maléfica, uma figura das trevas trajando uma máscara, e passa a o perseguir, levando-o a participar de um jogo num mundo surreal, chamado Domus. Junto a um grupo, Liam parte para uma experiência alucinante, em que os pecados da humanidade serão colocados em xeque, como numa espécie de julgamento. Um combate onde o principal objetivo do adversário é mostrar o quão odiosa é a raça humana...Mas ainda há muitos mistérios que rodeiam este intrincado jogo. Por qual motivo a criatura possui tamanha obsessão por ele? E vale a pena prosseguir, já que a morte é a única certeza?"


Opinião: É um livro que te prende do início ao fim, eu fiquei totalmente encantada, paralisada, dominada, agoniada, enfim, com o mundo de Domus, é uma leitura bem diferente de tudo que eu já li.


A diagramação, é simples, letras grandes, e linguagem fácil o que facilita bastante a leitura. É um livro que te suga e por isto a leitura é bem rápida e fluida, o único ponto negativo, é que tem muitos personagens e eu acabava me embolando nisto, mas com o tempo você se acostuma e isto deixa de ser um problema. Por estes motivos este livo não merece nenhuma nota alem de:
5/5